Twitter e ecommerce: tendência de vendas nas redes sociais

twitter O Twitter é uma ótima maneira de interagir com pessoas reais, em tempo quase real e isso é ótimo para os negócios. Através dessa ferramenta, pequenas e grandes marcas podem se comunicar com seu público-alvo, seja por meio de hashtags ou de postagens direcionadas. Já imaginou o que uma marca pode fazer com o dia de alguém apenas enviando-lhe um tweet?

Há pouca evidência de que em 2006, ano em que foi criado, que seus fundadores soubessem que o Twitter iria se tornar um incrível recurso para as empresas. A ironia é que o site é o sonho de qualquer comerciante. No Twitter o overhead (despesas gerais de uma empresa) é quase inexistente e o meio está, literalmente, na palma das mãos. Tudo o que se precisa é chegar a uma abordagem eficaz. No entanto, se tornar notório em 140 caracteres não é tarefa fácil e fazer da rede social uma ferramenta de vendas, embora uma tendência atual, ainda é um desafio para a maioria das empresas.

A recente parceria entre Twitter e a Amazon é o reflexo da tendência que vem tomando conta do ecommerce: unir rede social e comércio. No caso da aliança entre as duas empresas, de um modo geral, os utilizadores terão de sincronizar a sua conta de Twitter com a da Amazon. Uma vez sincronizada, e cada vez que verem um tweet com referência a um produto, devem escrever uma mensagem com a hashtag #AmazonCart e o produto será automaticamente adicionado ao cesto de compras.

A Amazon, por sua vez, enviará uma mensagem a partir da sua conta no Twitter@MyAmazon com a confirmação da adição.

Para promover vendas no Twitter antes de mais nada deve-se tentar construir a sua presença, é preciso começar por dar aos potenciais seguidores algo para que eles possam se relacionar. Retweeting os tweets interessantes são um bom começo, mas atribuir hashtags populares aos próprios posts também pode atrair seguidores através de uma interação indireta com eles.