Snapchat ou Instagram Stories: qual o melhor para engajar clientes?

Snapchat chegou tímido e, aos poucos, foi caindo na graça da internet com seus vídeos de dez segundos em tempo real que desaparecem depois de 24 horas e filtros exclusivos. Em 2013, os olhos de Mark Zuckerberg se voltaram para o aplicativo que crescia a passos largos, que ofereceu US$ 3 bilhões para tê-lo nas mãos do Facebook. O Snapchat recusou a proposta e a 'vingança', que demorou um pouco mais que dez segundos, veio com força total em outro aplicativo do gigante de tecnologia.

Em agosto de 2016 o Stories foi incluído como uma das ferramentas do Instagram. Basicamente, faz as mesmas coisas que o Snapchat, mas com um diferencial: não é necessário baixar um aplicativo novo só para consumir o conteúdo, pois ele já está integrado ao perfil de fotos dos usuários. A briga esquentou com a boa aceitação que o Stories teve entre os usuários, que também gostam do Snapchat e já criaram rotinas de consumo de conteúdo por lá.

Na disputa pelo engajamento e pela audiência, especialistas ressaltam os prós e contras das duas redes. Ambas têm duas características predominantes em comum: a possibilidade de transmitir um conteúdo em tempo real (o que agrega veracidade às ações envolvendo influenciadores/personalidades e marcas/serviços); e o fato de que o conteúdo criado e veiculado nas plataformas tem um caráter mais perene (já que ele fica disponível por um período pré-determinado). 

O público do Stories é mais abrangente, enquanto do Snapchat é mais engajado, por estar no aplicativo para acompanhar histórias extras das empresas e dos influenciadores. Depois da chegada da ferramenta no Instagram, a audiência do Snapchat diminuiu bastante e a do Stories já começou com um número mais expressivo. Porém, a retenção (pessoas que assistem os vídeos até a última história), continua maior no Snapchat, indicando um engajamento melhor.

Acompanhe o blog da WK3 Agência de Marketing e Publicidade e fique por dentro das novidades das redes!

Fonte: Propmark