Novembro Azul: mês de prevenção do câncer de próstata

17 de novembro é o dia em que se comemora o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata, e nessa data e, ao longo do mês de novembro, se realizam diversas campanhas do chamado “Novembro Azul”. Surgido na esteira do Outubro Rosa, esta iniciativa, idealizada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), tem o intuito de desmistificar o câncer de próstata, que, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), acomete 1 a cada 6 homens no Brasil.

Depois do aparecimento dos sintomas, mais de 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em fase avançada, daí a importância da realização do exame regular através do toque retal e do PSA (o PSA é uma enzima produzida pelas células da próstata; as doenças que acometem este órgão tendem a elevar os níveis de PSA no sangue).

De acordo presidente da SBU, Carlos Corradi Fonseca, o câncer de próstata rouba do homem 7,3 anos de vida na comparação com as mulheres, e isso ocorre porque eles não se cuidam.

“Pessoas do sexo masculino não costumam ir ao médico porque acham que são super-homens, e o câncer de próstata, quando não é detectado no início, raramente tem cura”, afirma o urologista. Fonseca recomenda que, a partir de 50 anos, todo homem deve fazer o exame periódico. Se houver histórico familiar e se o homem for negro ou obeso, a recomendação é procurar um urologista já a partir dos 45 anos.

No Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata o Cristo Redentor será iluminado de azul em apoio à campanha.

Além de conscientizar a população masculina dos riscos do câncer de próstata e da importância de acabar com os preconceitos, principalmente no que diz respeito ao exame de toque retal, o Instituto Lado a Lado pela Vida ainda incentiva grupos que participam do processo de prevenção e cuidados, como familiares e parceiros dos pacientes diagnosticados com  a doença.

Para ajudar e obter mais informações sobre as ações do Instituto acesse o site:

www.novembroazul.com.br