Lembra do ICQ? Ele voltou e está pronto para competir com o WhatsApp

ICQEle voltou! Se os nostálgicos ficaram tristes com a notícia da ‘morte’ do Orkut, talvez se animem de novo, pois o ICQ, outro serviço que faz parte da “velha guarda” da internet, ressurgiu. Pai do MSN e avô do WhatsApp, há uma semana, o comunicador instantâneo retornou para concorrer com os principais aplicativos de mensagens; e ele promete oferecer diversas funcionalidades inteligentes e até SMS de graça para conquistar o público.

A sigla que se refere à expressão americana “I Seek You” (“Eu procuro você”), ficou famosa por dar nome a um dos primeiros chats a cair no gosto dos internautas no final da década de 90 e agora volta em forma de aplicativo para smartphones. A versão mobile do ICQ traz muitas novidades e já promete ser um forte concorrente ao WhatsApp, mas não só ele, pois devido às suas múltiplas funcionalidades, o novo ICQ rivalizará também com o Viber e o Skype.

Listamos algumas das vantagens do ICQ:

– O ICQ chegou com um visual mais moderno e por ser novidade, muita gente está experimentando;

– Em sua nova versão, é possível trocar mensagens com quem não é usuário do ICQ. Basta selecionar o contato e enviar o conteúdo, que será entregue como SMS gratuitamente;

– Além de fotos, áudio e vídeo, dá para trocar qualquer tipo de arquivo pelo serviço, incluindo DOCs e PDFs.

– Há stickers e um sistema de pesquisas interno que permite buscar imagens para enviar aos amigos;

– Em relação à chamada de vídeo, o ICQ também se destaca ao oferecer um serviço de qualidade, uma vantagem em relação ao WhatsApp e uma forte concorrência frente ao Skype.

Ainda não se sabe como será o desempenho do ICQ a longo prazo. Entretanto, ele se saiu muito bem suportando o “boom” da adoção dos usuários assim que foi lançado. A enorme quantidade de downloads foi bem grande, mas mesmo assim o serviço não caiu e continuou funcionando normalmente. O WhatsApp, por outro lado, vem ficando famoso pelas suas falhas de desempenho e está passando constantemente por problemas técnicos – especialmente após ser comprado pelo Facebook – o que vem irritando os usuários.

O ICQ não parece ter voltado só para lembrar dos velhos tempos e depois sumir novamente, mas chegou para ficar. Os usuários que testaram o mensageiro eletrônico até agora aprovaram e estão dispostos a mantê-lo instalado no celular. Resta à concorrência saber se ele poderá coexistir nos smartphones com outros aplicativos que oferecem funcionalidades praticamente idênticas.