Entenda como a nova geração tem mudado os hábitos de consumo.

A Geração Z está crescendo e dividindo seu tempo entre dois mundos: o digital, desafiador e envolvente, e o físico, que passa por importantes transformações, cada vez mais rápidas. Os nascidos depois de 2000 criaram hábitos de consumo que refletem sua infância. O trânsito entre o físico e o digital molda a forma com que os jovens olham para as marcas. O mundo físico passou a ser visto com o filtro do mundo virtual.

Consumo com propósito

Uma pesquisa global da Nielsen mostrou que 80% da Geração Z acham que as empresas devem agir para causar impacto positivo no meio ambiente, 68% dos jovens norte-americanos fizeram uma compra sustentável em 2018 e 82% dos Zs do sudeste asiático dizem escolher produtos de empresas que consideram éticas.

A sustentabilidade move esta nova forma de consumir. Uma pesquisa da VIGA em parceria com a OG&G Strategy Consultants mostrou que 27% da Geração Z prefere comprar produtos que demoram a ser descartados, e 37% buscam comprar apenas o que realmente precisam.

Conhecimento é poder

A Geração Z também lidera a luta pelo fim da crueldade contra animais. Uma das ações foi inserir produtos veganos em seu estilo de vida. A Morning Consult mostrou que para 29% das pessoas entre 18 e 21 anos, a palavra “vegano” faz o produto ficar mais atraente. Apenas 14% dos Boomers têm a mesma sensação. De acordo com a Mintel, o lançamento de produtos de beleza veganos cresceu 175% de 2013 a 2018.

Da conveniência do digital à experiência do físico

Os aplicativos de compartilhamento de fotos como Instagram e Tencent e Weibo, populares na China, são as plataformas sociais mais usadas entre adolescentes. Nos Estados Unidos, 81% das pessoas entre 18 e 24 anos de idade usam o Instagram diariamente, 76% dizem descobrir produtos e tendências usando a plataforma, de acordo com o Pew Research Center.

As redes sociais são responsáveis pelo aumento de 111% tráfego nos sites de varejistas em 2018 na comparação com o ano anterior. Por isso, os varejistas estão investindo mais na plataforma, gastando 177% a mais nas redes sociais na comparação anual do segundo trimestre de 2018.

As marcas estão descobrindo a popularidade de estrelas fictícias nas redes sociais que promovem seus produtos. É importante estar sempre atento às mudanças de comportamento para acompanhar a demanda dessa nova geração.

Acompanhe o blog da WK3 Agência de Marketing e Publicidade e esteja sempre por dentro das novidades!

Fonte: Consumidor Moderno