Email marketing vs. Spam.

Spam é o termo usado para referir-se aos e-mails não solicitados que, assim como o email marketing, geralmente são enviados para um grande número de pessoas.

A Internet causou grande impacto na vida das pessoas, tornando-se um veículo de comunicação importante, evoluindo para revolucionar a maneira de fazer negócios e buscar e disponibilizar informações. Ela viabiliza a realidade da globalização nas diversas áreas da economia e do conhecimento. Por outro lado, esse canal acabou absorvendo diversas práticas, boas e ruins.

O spam é uma das práticas ruins. Ele ficou famoso ao ser considerado um tormento para os usuários de email, impactando na produtividade de funcionários e degradando o desempenho de sistemas e redes.

Quanto mais odiamos o spam mais o recebemos. Tem todo tipo de email marketing, com imagem, só texto, tem aquele bonitinho e agradável, mas tem também aqueles super pesados.

O graymail é um termo usado para caracterizar aquela mensagem que algumas pessoas consideram spam e outras um email marketing importante, como newsletters, boletins informativos, ofertas, e-mails comerciais, notificações de redes sociais, dentre outros tipos. Ou seja, toda mensagem é uma propaganda. Pode ter um formato diferente, mas o objetivo é sempre o mesmo: promover alguma coisa.

Confira dicas para não deixar que suas ações de email marketing caiam na categoria de graymail.

– Sua mensagem deve ter um conteúdo relevante para fazer com que se diferencie do spam puro (aquele que faz propaganda descaradamente) e chame a atenção do usuário, evitando que este a exclua.

– Conheça profundamente sua base e aprofunde seu relacionamento. Ao enviar campanhas promocionais, crie comunicações diferentes como, por exemplo, e-mails de “sentimos sua falta” para aqueles que não interagem há mais de três meses. Conhecer a sua base e ter formas diferentes de envio é fundamental para não caracterizar um graymail.

– Em vez de enviar constantes mensagens de propaganda, interaja com o usuário, pergunte de seus interesses, como e sob quais formas ele prefere receber suas campanhas. Dê opções para ele customizar a forma como deseja interagir com suas campanhas, criando, assim, uma relação mais casual e eficiente.

 

FONTE/SITES: ANTISPAM E PUBLICIDADE NA WEB