Desafio do marketing: satisfazer o consumidor hiperconectado

 

Pare e pense por um momento o quão conectados estão os consumidores atualmente. Hoje, eles têm a seu alcance qualquer informação que desejam através do uso dos seus smartphones, tablets, laptops ou PCs. Esta realidade cria um grande desafio para os profissionais de marketing: manterem-se engajados com as preferências do consumidor.

Um terço dos usuários de internet da América Latina são considerados "consumidores hiperconectados" e são formadores de opinião quando o assunto são marcas e consumo na web. O índice é maior que o dos países desenvolvidos, onde entre 20% e 25% se encaixam neste grupo, de acordo com o Roper Reports Worldwide Study, realizado pela GfK.

A pesquisa aponta que o Brasil é o campeão de consumidores superconectados, com 49% de seus internautas postando opiniões sobre marcas e produtos nas redes sociais e comunidades da web. Na Argentina, são 39%, enquanto no México o índice é de 20%. Globalmente, os consumidores superconectados representam 32% dos usuários da rede.

Os grandes desafios sempre geram grandes oportunidades e no caso do consumidor hiperconectado, a grande oportunidade está nos dados que ele fornece a cada navegação, pois com esse volume de informação os profissionais de marketing podem criar uma régua de relacionamento e oferecer produtos de interesse do consumidor. E é por isso que os dados são os instrumentos de trabalho mais importantes para o profissional de marketing.

Já existem plataformas personalizadas destinadas a analisarem o comportamento de cada cliente, apelo popular, atributos de produto, serviço e conteúdo individuais para determinar os produtos e conteúdo mais relevantes para cada indivíduo e em tempo real.

A personalização é tão importante porque os consumidores superconectados (ou não) dificilmente dão às marcas e empresas uma segunda chance. Globalmente, 64% mudam para outra marca caso estejam insatisfeitos. Mas o outro lado da moeda é favorável: quando satisfeitos com a marca, a tendência é serem leais e influenciar outras pessoas.

Investir nesse nicho, o dos consumidores altamente engajados com serviços da internet e extremamente ativos em redes sociais e comunidades online, é um dos desafios impostos aos profissionais de marketing na nova era digital, por isso é preciso atualização contínua para acompanhar e satisfazer as preferências desse grupo considerável e exigente.