Conteúdo Web

Mencionar que nos últimos tempos houve mudanças na maneira que as pessoas se conectam a internet não seria nenhuma novidade. Em decorrência disso, o conteúdo web tem sofrido importantes alterações para se adequar aos novos (e variados!) tipos de exibição no ambiente online.

Os computadores (notebooks, netbooks) ainda são a principal porta de acesso e possuem popularidade alta (80%) nas classes A e B. O laptop é considerado o acessório que, segundo pesquisas populares, mais faria falta caso as pessoas não pudessem mais utilizá-lo.

Segundo pesquisa realizada pela Hi-Mídia, no Brasil, os smartphones apresentam crescimento em todas as classes. Uma curiosidade importante é que 25% dos portadores de smartphones compraram o primeiro aparelho nos seis meses anteriores à pesquisa e 38% pretendem trocá-lo em até seis meses. Os principais fatores são a queda nos preços dos aparelhos e a necessidade do uso da internet móvel

Sendo assim, os internautas possuem diversas maneiras de obter informações e compartilhar novidades. O uso de várias mídias ao mesmo tempo divide a atenção do consumidor, aumentando a importância da estratégia de conteúdo web pelas empresas. Através do conteúdo bem elaborado, é possível informar o consumidor de novidades, atraí-lo para compra dos produtos e interagir com ele de maneira rápida, prática e eficiente.

O conteúdo web deve atrair, e para isso é necessário e fundamental que o anunciante esteja em várias mídias que façam sentido para o consumidor e que produza conteúdo interessante que atraia o leitor. Neste ciclo, tudo começa com a interação com o consumidor e com o conhecimento de seus hábitos e formas de utilização do produto anunciado.

Blogs são a busca número um dos internautas quando precisam saber de algo referente à alimentação, saúde, tecnologia e cultura, pois possuem conteúdo mais direto, específico e muitos são especializados, além de que o blog tem uma maior proximidade com o público do que sites convencionais.

 

A pesquisa também revelou a importância do conteúdo web pago. Ao se depararem com um conteúdo pago na internet, 44% pagariam dependendo do preço ou da dificuldade de encontrar o conteúdo em outro meio e 7% pagariam pelo conteúdo que lhes agradasse.